O cliente tem sempre razão? Nem sempre, veja o porquê!

Sem dúvidas você já deve ter ouvido a frase “O cliente tem sempre razão” criada por Harry Selfridge e utilizada como slogan da loja de departamentos Selfridges em 1909.

Nos dias de hoje esta frase é muito utilizada por profissionais de diversas áreas e claro por diversos clientes, mas será mesmo que o cliente sempre tem razão?

Século passado

Se levarmos em conta a época, área e clientela de quando esta frase foi criada pode ser que faça sentido, pois uma loja de departamentos é algo parecido com um shopping nos dias de hoje, aonde os clientes chegavam até lojas e buscavam o que precisavam, dessa forma nenhum vendedor iria saber melhor do que o cliente o ele necessitava, assim realmente o cliente sempre tinha razão, ele era a pessoa que mais tinha consciência da necessidade dele no ato da compra.

Dias atuais

Hoje a mesma frase utilizada há um século antes é muito utilizada com a mesma ideia e propósito de antes, mas isso seria realmente correto levando em conta que as pessoas, produtos e necessidades mudaram?

As pessoas de antes não tinham muita experiência com os serviços que contratavam ou até mesmo não entendiam do produto que estavam prestes a comprar, isso em uma época onde os produtos se tratavam de roupas, utensílios e móveis, já os serviços eram construções ou serviços cotidianos, porém vendo isso nos dias de hoje complica e muito a situação, pois hoje os produtos são eletrodomésticos e outros aparelhos com grande complexabilidade, e isso também se posiciona nos serviços, hoje os serviços prestados são muito mais complexos e muitas vezes precisam de muita experiência na área apenas para ter uma breve ideia de como realmente funciona tal serviço, algo que o cliente não tem a mínima ideia.

Como trabalhar

Mas então como devemos levar em conta nosso cliente?

A frase em questão “o cliente sempre tem razão” não deve ser levada ao pé da letra, nos dias de hoje ela pode ser utilizada com o propósito do profissional entender a necessidade do cliente, e assim oferecer algo que realmente seja útil para o cliente, mas isso não quer dizer que seu produto ou serviço tenha que se adaptar a todos, pois pode haver casos em que a necessidade do cliente pode não ser sanada por você, e caso ocorra uma compra ou contratação sem sanar a necessidade do cliente, ele irá ficar frustrado e pior do que antes, já que continuará com a necessidade e também terá gasto dinheiro com algo desnecessário.

Você deve levar em conta que o melhor método para oferecer seu produto e prestar seu serviço é oferecendo o melhor para cliente, independente do que ele acredite ser bom ou não, pois ele entende sim da necessidade dele, mas lembre-se que a pessoa que mais entende do funcionamento e utilização do seu produto e serviço é você.

Agora o que resta é saber se o seu produto e serviço irá realmente sanar a necessidade do cliente, para isso acontecer o cliente terá que explicar exatamente qual a necessidade dele e você demonstrar o que seu produto e serviço pode fazer por ele, neste caso não existe uma pessoa com mais razão que a outra, pois o cliente sempre terá razão em relação a necessidade e você sempre terá razão em relação ao seu produto e serviço.

Reflita

Comece a observar melhor as pessoas e o mercado a sua volta, você já viu alguém indo ao açougue pedir frutas e legumes? Já ouviu alguém dizer que sabe mais de um carro do que a própria montadora? Ou até mesmo alguém falando para um chefe de cozinha que ele não esta fazendo uma simples macarronada corretamente? Bom, essas são apenas algumas colocações para você ter ideia de que cada profissional tem sua área e entende dela, caso o cliente diga que sabe mais do seu produto ou serviço não de ouvidos, pois se ele realmente entendesse não estaria te procurando.

Se você deixar o cliente ter razão mesmo quando ele não tem, isso pode trazer prejuízos para ambos os lados, já que ele não terá suas necessidades sanadas e ainda irá colocar a culpa das faltas de resultado em seu produto e serviço.

Espero que o artigo tenha ficado claro a todos, pois o caso aqui não é dizer se você deve ou não tratar o cliente bem, acredito que isto você já saiba a resposta, e também não se trata de como fazer negociações ou vendas, este artigo se trata unicamente de explicar se realmente o cliente sempre tem razão ou nem sempre.

Para finalizar

Você diria que o cliente tem sempre razão? Pois isso seria o mesmo que dizer que o vendedor sempre esta errado!

Leve em conta que a frase foi criada como um slogan, e um slogan é criado para chamar a atenção de seu público alvo e não como uma politica de trabalho onde o que se foi dito tem que ser levado ao pé da letra, lembre-se que o cliente não é seu inimigo, ele é uma pessoa que possui uma necessidade na qual você pode ajuda-lo a sanar, assim posso dizer que o cliente nem sempre tem razão, mas sempre tem uma necessidade na qual você pode sanar.

Gostou do artigo? Então não deixe de nos acompanhar, sempre teremos novas ideias para passar para você.

Categoria: Marketing
Post anterior
8 Melhores passos para atrair potenciais cliente no facebook
Próximo post
O que te torna diferente dos demais? Descubra agora!
Menu